terça-feira, 13 de agosto de 2013

Paulo Borges destaca na tribuna reportagem do Jornal Pioneiro

Deputado condena descaso com a segurança da população de Caxias do Sul, denunciados pelo jornal



Fotos: Patricia Paes


O Deputado Paulo Borges foi à tribuna no plenário da Assembleia Legislativa, nesta terça-feira (13) para manifestar a sua indignação com o descaso com que o Governo do Estado trata a segurança pública em Caxias do Sul.
A denúncia é do Jornal Pioneiro, que num extraordinário trabalho jornalístico, acompanhou por dez dias, a rotina de cinco presos que cumprem pena em regime fechado, na Penitenciária Industrial, mas que circulam livremente pelas ruas da cidade sem nenhuma restrição.

“Aos apenados era concedido passear, ir ao mercado, tomar chimarrão com amigos, circular pela BR-116, como se fossem pessoas que nada devessem à lei e sem nenhum tipo de escolta ou vigilância. Os mesmos passavam de 8 a 10 horas diárias longe das celas e, muitas vezes, prestavam favores externos aos próprios agentes da SUSEPE, órgão responsável pelo monitoramento dos detentos. Segundo a reportagem, os detentos eram acobertados direção do presídio. Isso é um escândalo, uma vergonha!”, declarou o deputado.

Segundo a reportagem, os apenados são considerados perigosos ao convívio social e possuem diversos antecedentes criminais, como tráfico de drogas e homicídios. Neste caso, como não estão no regime semi-aberto, não poderiam sequer sair dos limites do presídio. Diante deste fato vergonhoso, que expôs o esquema de corrupção que conta com a conivência das autoridades que deveriam cuidar da segurança da população de Caxias do Sul, Paulo Borges fez uma forte cobrança a Tarso Genro:

“Senhor governador, até quando a população vai estar exposta à sua política de Insegurança Pública, que é oposta ao que o senhor prometeu na campanha eleitoral? Eu o convido a refletir sobre essa questão, pois o povo está farto de andar com medo nas ruas. Não basta apenas reagir às denúncias e só agora tomar as providencias de punição aos corruptos e criminosos. É preciso antecipar-se aos fatos e proteger o cidadão de bem”, cobrou o Deputado Paulo Borges.


Nenhum comentário: